Estudo de Mercado e Viabilidade – Objetivos e motivos

Estudo de Mercado e Viabilidade – Objetivos e motivos

Realizados por um profissional específico e independente como consultores empresariais, financeiros e de negócios, o estudo de mercado e de viabilidade são essenciais para a abertura de novos empreendimentos. 

Restaurantes e bares dentro de hotéis necessitam de mapeamentos corretos de mercado para estimação dos segmentos de mercado que estão atuando, assim como um panorama geral da oferta que está sendo fornecida. Esse diagnóstico do mercado traz análises do público alvo, visão estratégica do negócio, decisões comerciais e de marketing fundamentadas, tendências de mercado e metas a médio e longo prazo (Sebrae, 2019). 

Romulo Silva, gerente de negócios da rede Accor, indica que essa avaliação do mercado esclarece a demanda e os segmentos mais demandados do negócio a ser criado. A concorrência também é estudada ao ser preciso mapear todos os mercados de diferentes segmentos. Para ele, os fatores primordiais para um estudo de mercado e viabilidade são a determinação da oferta levando em consideração a demanda atual e futura. 

Conhecer, analisar e quantificar o esforça de vendas de um negócio passa pelas etapas de pesquisa de produto, pesquisa de mercado, pesquisa de organização de vendas, pesquisa de vias de distribuição e pesquisa de propaganda. As relações de produção, consumo, elaboração de produtos assim como suas vendas e distribuição estão presentes no momento de estudar o mercado (Unicamp, 2018). 

Futuramente a análise do mercado pode afetar a experiência do cliente. Segundo Silva: “O estudo deve identificar corretamente o público que será atraído para determinado produto. Caso o produto seja mais voltado para o segmento econômico, deve se tratar o F&B de uma forma, caso seja um segmento mais premium ou luxo, a proposta deve ser totalmente diferente.” Em outras palavras, é necessário adequar o negócio ao público que se quer atrair. Saber exatamente quais são as necessidades do público fará com que o projeto se adeque totalmente. 

De acordo com Silva algumas ferramentas são utilizadas no estudo de mercado de bares e restaurantes inseridos em hotéis tais como mapeamento de mercado, reunião com geradores de demanda, órgãos municipais e entidades de turismo como Associação Brasileira de Indústria de Hotéis (ABIH) e Associação Brasileira de Agência de Viagens (ABAV). 

Para a realização do estudo de mercado a integração com a área comercial pode gerar bons frutos. Silva indica que o trabalho em conjunto traz a avaliação de qual demanda e preço podem ser levados em consideração na abertura de um negócio. Da mesma forma, o dimensionamento de vendas dos produtos assim como sua previsão e determinação do potencial é uma potencialidade do trabalho em conjunto com a área comercial (Unicamp, 2018). 

O período mais propício para a realização desse estudo seria na fase de projeto que antecede a abertura de um empreendimento. Silva aponta que também pode ser realizado para a mudança de um conceito F&B (Food and Beverage, conhecido como Alimentos e Bebidas) onde os gestores devem compreender as necessidades do novo público. 

Por último, Silva assinala que a análise de mercado deve: “dimensionar o tamanho aproximado de área gastronômica. O dimensionado inadequado pode causar “gaps” operacionais e até perda de público, custos em excesso, mão de obra excessiva, etc.” 

Esse fato pode ocasionar em um estudo de viabilidade errôneo e afetar a implementação de um projeto. A análise de viabilidade econômica e financeira identifica quais são os benefícios de um investimento, seus custos e sua acessibilidade em ser implementado. A prática em questão traz ainda enumeração de alternativas viáveis ao projeto, assim como suas comparações e a escolha da possibilidade que mais se encaixa nos critérios econômicos e financeiros como rentabilidade do investimento e disponibilidade de recursos (Hornburg, 2009), (Weise, 2009) e Zago (2009). 

Hornburg, Weise e Zago (2009) salientam que:  

“Com o advento da tecnologia e a internacionalização econômica intensificou-se a necessidade de reorganização dos modos de gestão empresarial a fim de compatibilizar padrões internacionais de qualidade e produtividade entre as organizações.” (página 2). 

Devido a essa questão, para os pesquisadores, são necessárias novas formas de trazer estabilidade para o projeto a ser implementado. Com isso, empreendimentos começaram a adotar ferramentas e métodos de gerenciar atividades econômicas para sobreviver em um novo panorama de mercado volátil e em constante transformação. 

Para gestores de bares e restaurantes em hotéis é preciso verificar a viabilidade econômica, financeira e de mercado para garantir maior consistência e rentabilidade no empreendimento. O planejamento como um todo garante a criação e conquista de metas, inserção correta do negócio no mercado de trabalho e maiores garantias de um futuro mais estável para o projeto. 

SEBRAE, Amapá. A importância do estudo de mercado. 2019. Disponível em:

<http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/ufs/ap/artigos/a-importancia-do-estudo-de-mercado,92e9812ca826e510VgnVCM1000004c00210aRCRD>

UNICAMP. Introdução a pesquisa mercadológica. 2018. Disponível em 

<https://www.eco.unicamp.br/Neit/images/stories/CTAE_CD2/introducao_pesquisa_mercadologica.pdf>

HORNBURG; WEISE; ZARGO. A importância do estudo de viabilidade econômica de projetos nas organizações contemporâneas. 2009. VI CONVIBRA – Congresso Virtual Brasileiro de Administração. Disponível em <https://www.researchgate.net/profile/Camila_Zago3/publication/238742986_A_IMPORTANCIA_DO_ESTUDO_DE_VIABILIDADE_ECONOMICA_DE_PROJETOS_NAS_ORGANIZACOES_COMTEMPORANEAS/links/5544d42f0cf24107d397abfa/A-IMPORTANCIA-DO-ESTUDO-DE-VIABILIDADE-ECONOMICA-DE-PROJETOS-NAS-ORGANIZACOES-COMTEMPORANEAS.pdf>

(Visited 276 times, 1 visits today)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *